Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredo revelado

Segredo revelado

13.12.10

D****.,força!


segredo_revelado

 

15 de Setembro de 2010...

 

Não sei quando vou publicar este post. Aliás , nem sequer sei se alguma vez irei publicar , ou se nasce já com o destino traçado de só ser lido apenas por mim.

Sinto-me triste...atordoado...incrédulo...revoltado...cheio de raiva a uma doença maldita que me levou a minha mãe e que , soube-o hoje, está a afectar uma amiga minha.

Cancro! O simples facto de escrever ou de dizer a palavra, ainda para mais como me sinto agora, deixa-me em pele de galinha, nervoso... nem sei bem explicar.

Há tantas coisas que não sei explicar , esta é apenas mais uma. Que raiva!!!

Ainda hoje , parece que antevia as tristes novidades, quando alguém amigo deixou no Facebook uma mensagem e uma música a homenagear um dos fundadores do grupo Madredeus, que morreu de cancro, deixei um comment a homenagear todos aqueles a quem o cancro roubou a vida precocemente. Mal eu sabia o que o dia me guardava.

Num dia , em menos de 24 horas, podem-se viver estados de alma completamente antagónicos. Alegria, hiperactividade e boa disposição no final da manhã e pela tarde fora. Já bem no final da tarde , inicio de noite, tristeza , apatia e consternação, a partir do momento em que , de forma algo inesperada, alguém me diz :''A D**** tem cancro de mama. Ela não te disse?''

Céu..Inferno; noite...dia; bem...mal; ganhar...perder; rir...chorar! Que confusão de sentimentos!

''Li bem? '', pensei para comigo. Li , reli e voltei a reler. Fogo! Cancro!

Em menos de uns quantos segundos, veio-me à lembrança a minha mãe, a luta dela, a dor, enquanto que, quase simultaneamente , também pensava na D****, no apoio que ela me deu na fase inicial da doença da minha mãe, até ao momento em que me afastei de tudo e de todos.

Daaaass!! E agora era ela que tinha um cancro. Puta de vida! Puta de ironia estranha!

Sinto-me culpado. Eu devia ter sabido disto mais cedo.Eu devia ter-lhe dado o mesmo apoio que ela me deu numa fase tão difícil para mim. Porque me afastei?!

 

Aqui há tempos , no decorrer de uma conversa, uma daquelas conversas tão gostosas que nós temos , que nem se dá pelo passar do tempo, ela falou qualquer coisa sobre ter tido um problema de saúde. Perguntei...perguntei...voltei a perguntar, mas não me quis dizer que problema era. Dois ou três dias mais tarde , ao telefone, voltei a perguntar. Mais uma vez , não me disse! Devia ter dito! Não é que eu pudesse curá-la , nem ter as dores, tristezas ou lágrimas dela, que isso não consigo fazer, mas, sei lá, podia fazer algo, podia dar alguma força.

Amanhã ela faz anos. Que faço? Assumo que sei ou finjo nem saber?

Quis saber o que se passava , mas agora que sei , logo neste dia anterior ao aniversário dela, quase desejo nem ter ficado a saber de nada. Por vezes é tão melhor ser ignorante, não tomar conhecimento das coisas...

Cancro!? Maldita doença! Cada vez mais se ouve falar em cancro. Cada vez mais , alguém está a sofrer por causa do cancro. Sofrem os doentes , sofrem os familiares e os amigos.

Há quem beba e se drogue para esquecer , sem no entanto conseguir esquecer e, muito menos, resolver os problemas com que se depara. Eu... eu não bebo, eu não me drogo, a não ser que se possa considerar a vida uma droga...Eu...eu refugio-me em mim, nos outros, naqueles que riem, naqueles que fazem rir.Eu...Eu bem tento convencer-me de que estou realmente divertido e bem-disposto, mas não. É humor forçado, é alegria imitada. Queria tanto poder tirar da minha cabeça este pensamento triste que se esconde por detrás de umas quantas piadas non sense.

Não se é defeito , se é qualidade , ou se é apenas um mecanismo de defesa , mas nem o facto de me refugiar no meio de gente bem disposta e com bom astral, gente que me puxa para cima com a sua alegria e me fazem trazer ao de cima umas quantas piadecas, muitas vezes sem jeito, me consegue deixar mais alheado deste pensamento : A D**** tem cancro de mama e eu , ria ou chore, não posso fazer mais do que dizer-lhe umas palavras de apoio. Será isso o bastante? Não é! Merece mais e melhor! Mas que mais e melhor posso eu fazer?

Isto é péssimo de se pensar , e eu sei que é, mas com tanta gente má , gente que mata , rouba e viola, porque raio não morrem esses de cancro?! Esses vasos ruins morrem de velhice, enquanto tantas pessoas boas sofrem , ficam mutiladas ou chegam mesmo a morrer de cancro.

Deus?! Justiça divina?! Cada vez me vejo mais descrente e distante dos ensinamentos que aprendi na Igreja. Vejo-me a acreditar em menos coisas , em menos pessoas. Vejo-me até a acreditar cada vez menos em mim e no que sei , acredito e posso fazer.

A vida é uma passagem? Ainda bem que ninguém tem de pagar estadia , pois o atendimento e os serviços prestados são uma merda! Salvo algumas poucas excepções, vivemos décadas e temos apenas uns escassos momentos de verdadeira felicidade.

Estou farto disto! Farto de estar aqui a escrever, a pensar e a ler todas estas porcarias sem sentido que vão escurecendo a página virtual onde escrevo, deixando-a cada vez mais parecida ao meu estado de alma : cinzento!

 

 

 

 

 

segredo revelado: Fraco! Sou tão fraco! 

 ...

 

PS: Foi hoje o dia em que me decidi a publicar este post. Não vai adiantar de nada , nem a mim , nem a ela , nem a tantos e tantos que já tiveram cancro ou que tiveram de lidar com um familiar próximo ou com um amigo que tivesse a doença , mas, não sei , espero que sirva para algo, para alguém que possa vir a ler isto.

No minimo, e já que nos aproximamos do Natal , que sirva para fazer pensar que , em ano de crise , nem importa muito não ter os presentes e luxos a que nos habituámos no passado , desde que estejamos rodeados de gente que nos ama , todos com saúde e todos unidos, tanto nos bons como nos maus momentos.

Se há prenda que podemos pedir, daquelas que , infelizmente, não depende só de nós poder tê-las,para nós mesmos e para aqueles a quem queremos bem , essa prenda é saúde. Haja saúde , tudo o resto se consegue.

D****, uma palavra especial para ti , por seres a mulher que és , amiga, sensível,lutadora, forte  e mais uma enormidade de qualidades que tens ...Agradeço-te tudo o que , na pior fase da minha vida, fizeste por mim, sempre tão preocupada , tão carinhosa , sendo um dos ombros em que apoiei a cabeça, sendo uma das vozes que me reconfortou e deu ânimo. Se não fizeste mais foi por não poderes e porque eu , a dada altura, me afastei de tudo e de todos, inclusive de ti, coisa que lamento ter feito.

Sabes que, se quiseres , neste teu momento menos bom , mas que vai ser superado com a tua garra e com o apoio de todos que te amam, estou sempre disponível para ti , para tentar , se é que alguma vez conseguirei , retribuir-te tudo o que de bem fizeste por mim.

D****, muita força! Beijinhos. Adoro-te muito!